domingo, 31 de agosto de 2014

♫Músicas Desvendadas♫[04]Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás - Raul Seixas

       O Músicas desvendadas tem como objetivo mostrar de forma interpretativa algumas mensagens que estão na música secular. Nós como CRISTÃOS devemos saber o que e porque estamos ouvindo, sou da opinião que CRISTÃOS não ouvem nem tocam música secular porém ainda existem aqueles da corrente do "nada a ver".
       A quarta música que separamos para analisarmos a luz da Bíblia é uma muito conhecida do meio secular chamada "Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás" do roqueiro Raul Seixas e de seu parceiro Paulo Coelho o bruxo, uma música que a princípio parece de simples interpretação mas a luz da Bíblia demonstra algo grave e revela uma face do autor que alguns não conhecem que é o lado do ocultista das composições de Raul e Paulo.
       
     
           No ano de 1974, Raul Seixas e Paulo Coelho criam a Sociedade Alternativa, uma sociedade baseada nos preceitos do bruxo inglês Aleister Crowley, praticamente repetindo o chamado Livro da Lei (Não confundir com o Pentateuco). O cantor foi levado pelo escritor a conhecer uma ordem filosófica baseada na Lei de Thelema, desenvolvida por Crowley, onde Raul e Paulo mergulharam fundo e absorveram muito do ocultismo do bruxo.

Eu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás
Compositores: Raul Seixas e Paulo Coelho

Um dia, numa rua da cidade, eu vi um velhinho sentado na calçada
Com uma cuia de esmola e uma viola na mão
O povo parou pra ouvir, ele agradeceu as moedas
E cantou essa música, que contava uma história
Que era mais ou menos assim:

[O autor começa a canção com uma breve introdução, explicando que se tratava de uma história que será contada musicalmente, pode se fazer a analogia (autor#Raul#velhinho) e (ouvinte#povo).]

Eu nasci há dez mil anos atrás
e não tem nada nesse mundo que eu não saiba de mais

[Bem aqui no refrão o autor nos mostra de quem se trata a história quer seria contada, bem analisemos a parte que diz:
Eu nasci há dez mil anos atrás:
Em uma interpretação livre podemos ver que quem nasceu há dez mil anos vive há muito tempo em nosso meio, em Gênesis 3 podemos ler que um personagem, a antiga serpente, satanás, já estava no éden junto com o primeiro casal de ser humano criado por Deus, levando se em consideração que até hoje satanás guerreia contra o povo de Deus, satanás a antiga serpente vive há muito tempo, deixando aqui a primeira evidência de quem se trata o personagem de que falamos
e não tem nada nesse mundo que eu não saiba de mais:
Aqui sim encontramos a mais forte evidência de que se trata de satanás a pessoa de que se vai falar na canção, Vamos direto a João 12;31, o texto nos fala sobre um "príncipe" deste mundo, a saber satanás a antiga serpente, veja que o personagem nos diz: "não há nada nesse MUNDO que eu não saiba demais",encarando aqui mundo não como planeta, mas sim como sistema mundano, identificamos que a sabedoria de satanás é a sabedoria do mundo identificada em 1 Coríntios 1;20, claramente satanás ao longo dos anos lutando contra a Igreja do Senhor aprendeu várias formas de atuar, em uma visão Bíblica fica claro aqui que toda a música virá a falar do inimigo de nossas almas.]

Eu vi Cristo ser crucificado
O amor nascer e ser assassinado
Eu vi as bruxas pegando fogo pra pagarem seus pecados,
Eu vi,
Eu vi Moisés cruzar o mar vermelho
Vi Maomé cair na terra de joelhos
Eu vi Pedro negar Cristo por três vezes diante do espelho
Eu vi,♫


[A partir daqui os autores começaram a descrever diversos fatos históricos que iram creditar a satanás, que esteve ou participando diretamente ou apenas observando diversos fatos históricos narrados, nesse verso Paulo e Raul já iniciam com a morte de Jesus, é evidente em uma leitura nem muito profunda da Bíblia que na morte de Jesus, satanás acreditava ter vencido Deus, não sabendo que na ressurreição de Cristo estava a derrota definitiva de satanás.
   Daí avançam no tempo e versam sobre a inquisição, de forma meio que sarcástica falam de bruxas pegando fogo para pagarem pecados, deixando no ar um certo tom de injustiça afinal até hoje a inquisição é muito contestada,e sendo na minha visão algo orquestrado por satanás.
   Retornam ao tempo dos patriarcas e falam sobre Moisés e Maomé dizendo também estar ali, afinal satanás viu de camarote as vitórias dos descendentes de Abraão. Seguem a canção falando sobre o momento de fraqueza de Pedro, se esquecendo que foi a partir dali ele seria levantado para começar a Igreja primitiva.]

       A música segue versando sobre diversos fatos, sejam religiosos ou ocultistas de fácil entendimento de que satanás está relatando na letra os diversos momentos que passou desde o éden até hoje. Os autores são minuciosos e falam desde de grande ícones ocultistas como conde Drácula e Hitler, até rituais de magia negra como umbanda e ciranda. 
     Como praticamente toda a obra de seus autores essa música tem com objetivo inserir na vida dos ouvintes o inimigo de nossas almas, de forma branda para não assustar seu público, tem também o interesse de divulgar o declarados interesses ocultista de ambos, logo se você quer um pouco de bruxaria, ocultismo e proximidade com as trevas esse é um prato cheio. Porém se você não tem interesse nessas coisas é melhor se afastar.  
     
         Os autores gozam ainda hoje de grande prestigio com o público secular e até mesmo com alguns cristãos que são da "boa"  e velha política do "nada a ver", é sabido e não de forma oculta, que ambos tinham como missão promover o ocultismo e ideais anti-bíblicos, e usam suas canções para tais feitos.
        Raul morreu em 1989 e até hoje é venerado por dezenas de fãs sendo considerado um ícone do rock
brasileiro, influencia ainda hoje a dezenas de vida ao ocultismo e aos seus ideias antropocêntricos e hedonistas, Paulo Coelho é hoje um escritor renomado e conhecido como o Bruxo tem em seus livros e nas parcerias com Raul sua maior arma de divulgação de ocultismo e bruxaria.

   

13 comentários:

Postar um comentário

Gostou do conteúdo?Comente,sua opinião é muito importante!